terça-feira, julho 17, 2007

Malas de trapos - parte 2


Mais uma mala de trapos e farrapos que foi feita depois desta e desta, mantendo o mesmo espírito que as anteriores.

Desde sempre a história dos lavores femininos portugueses esteve associada ao aproveitamento dos pequenos pedaços de tecido, exemplo disso são os tapetes feitos das orelas cortadas, os tapetes com pequenos pedaços de tecido justapostos e cosidos e as mantas e tapetes construídos a partir de pequenos pedaços de tecido atados a uma superfície resistente, semelhante à técnica da esmirna.
Em conversa com uma senhora idosa pela altura do Carnaval, quando fiz a oficina de fatos no Entrudanças, descobri que antes de existir a agulha de esmirna os trapos eram puxados com ganchos do cabelo, usados para fazer os ditos "monhos" - cabelo enrolado em forma de círculo e preso atrás.

2 comentários:

Carlinha disse...

Adoro seus trabalhos!
Para mim são inspiradores.
Parabéns!
Visite meu blog, para mim será um prazer.
www.retalhodelua.blogspot.com

Anónimo disse...

muito bonitas.. visita também o meu blog:malasloucas.blogspot.com