sexta-feira, Julho 30, 2010

Tecido vintage (30/06)

4 comentários:

Anónimo disse...

Bom gosto!...Lindos trabalhos vão sair daí com ele.

Conceição disse...

Sou assídua visitante deste blog e aprecio imenso a criatividade de quanto que sai das suas mãos. Agora que mais uma vez abri o blog antes de me deitar, qual não foi o meu espanto ao ver este este tecido!!!!
Que memórias ele me traz! Em 1973, tinha eu 14 anos, vivia em Luanda e fiz (fiz através da Burda, adorava fazer roupa pela Burda, ainda que com alguma ajuda da minha mãe!)uma maxi-saia plissada e um top com elásticos (daqueles que se põe o elástico de rolinho na canela da máquina).A rematar, uma faixa em cor de laranja que apertava na cintura. Oh! como eu ficava uma princesa! Era a minha roupa dos casamentos, das festas, das farras ... fui tão feliz com ela! Quando deixei Angola em 1975 arranjei um cantinho nos vinte quilos de bagagem que pude trazer e lá veio a minha roupa de encanto e com ela as memórias que ela vestiu: havia beijos roubados, afagos dos primeiros amores, e sonhos, muitos sonhos...
As maxi saias, os plissados, os padrões "choque no olho" foram passando, mas nunca me desfiz daquele "tesouro".
Já em Portugal, só voltou a ser usado quando a minha filha tinha a mesma idade que eu tinha quando brilhava nele, desta vez, por ela e pelas amigas que não perdiam um carnaval para o vestir.Punham-lhe colares com fartura e recreavam o ar hippie que eu em tempos o vestia. E dizia a minha filha às amigas:
- Isto que estou a vestir no carnaval, a minha mãe vestia mesmo normalmente!
Ainda hoje (passados quase 40 anos!) essa roupa está no baú pronta para qualquer eventualidade!
Obrigada a si, pelo momento bom que foi para mim ver esta fotografia! Não ficava bem se não lhe dissesse quanto hoje me fez feliz!Com esta fotografia trouxe-me a minha maxi-saia, mas trouxe-me também a minha juventude e a minha Angola , esta a permanecer impregnada em cada pedacinho
deste tecido!
Bem-haja!
PS. Se lhe parecer interessante posso mandar-lhe fotografias do dito...
Um beijinho desta sua fã.

São

Dina Piçarra disse...

Olá Conceição!

Fico muito feliz com o seu comentário, obrigada por partilhar os seus sentimentos e recordações comigo e com quem por aqui passa, estes momentos enchem de significado a minha vida e o meu trabalho diário.
Acho fascinante a história que um pedaço de tecido carrega consigo e por isso para mim tem muito significado o seu comentário. Eu ficaria radiante se tivesse fotos suas ou da sua filha com esta peça de roupa e tivesse a gentileza de me permitir publicá-las. Seria mais um feliz episódio a crescentar à história deste tecido que veio até mim por um acaso ou por uma vontade muito grande de descobrir, não sei...
Muito, muito obrigada!!!

Dina

Guizito disse...

Olá linda. Como gostas de coisas vintage... estás disposta a fazer uma troquionha? Tenhos muitos botões antigos que podes ver aqui:
http://www.flickr.com/photos/reinojacheguei/sets/72157623582388791/

beijocas
Cláudia