quinta-feira, novembro 04, 2010

O conto do Soldado Estragado em saia


"Ele foi, pôs-se lá, e ela andou a gritar, a gritar à sentinela e ele nã lhe respondeu e ela correu p'ra ele e agarrou-se a ele e disse-lhe: - Ai! Soldado Estragado! Sempre me ganháste... Porque aquele que descobrisse é que casava com ela... Sempre foi ele que a descobriu e sempre foi ele que casou com ela... Ela já nã pôde abalar porque ficou desencantada. No outro dia o Soldado Estragado casou com a Princesa desencantada e assim acabou este conto." - Excerto do conto popular "O Soldado Estragado" transcrito do livro "Antologia de Contos Populares - Évora, Idanha-a-Nova e Mértola", Projecto 3 Culturas - Évora 2006. Coordenação geral e Introdução - Rui Arimateia.

A princesa encantada em saia foi transformada.
O soldado estragado, agarrou-a e pôs-se a seu lado.
Eis como de pano se faz história, que aqui se conta, para que dela haja memória.

6 comentários:

Paulina-Paulinchen disse...

This rock is wonderful! I like the style very much.

Many greetings Grit

carmela disse...

El cuento es precioso y la falda más. Hasta pronto

Sonu Kumawat disse...

Precioso trabajo de nuevo..una maravilla, Dina!!

Atelier Xina disse...

Adorei a saia, e todos os seus outros trabalhos, espectacular. muitos parabêns.

Anónimo disse...

pareces uma puta

Mara Mel disse...

Dina a ideia de costurar histórias nas roupas é muito criativa e muito original. Amei! Parabéns.
Mara